As estatísticas são claras: 90% dos corredores sofrem lesões no joelho, mas mesmo que não sejam atletas, se sentirão mal. As causas são diversas e podem ocorrer devido a trauma, sobrecarga, desgaste das articulações ou processos inflamatórios, resultando em desconforto, dor, inchaço e até energia funcional. Por isso se Você tem lesão no joelho? Veja como plano de saúde pode ajudar!

Você tem lesão no joelho? Veja como plano de saúde pode ajudar!

Você tem lesão no joelho? Veja como plano de saúde pode ajudar!

Lesões no joelho são a causa mais comum de consulta com cirurgiões plásticos – estima-se que apenas nos Estados Unidos e no Canadá, 4 milhões de pessoas necessitem de tratamento no joelho a cada ano, mas o Brasil não tem essa investigação. Para aqueles que estão preocupados com a cirurgia do menisco e têm um plano de saúde, um estudo realizado por cientistas noruegueses e dinamarqueses traz boas notícias: a fisioterapia é tão eficaz quanto a artroscopia.

O estudo, publicado na revista científica “BMJ”, envolveu 140 pacientes com idade média de 50 anos que foram diagnosticados com lesões degenerativas no menisco. Metade deles recebeu artroscopia e foi instruída a se exercitar em casa, e a outra metade recebeu fisioterapia por três meses, duas a duas vezes por semana.

Ao final desse período, o segundo grupo apresentou melhores resultados em termos de força muscular da coxa e, dois anos depois, a melhora nos dois grupos foi considerada equivalente, progressão da dor, atividades recreativas, exercício e qualidade de vida relacionada ao joelho.

Mais sobre o estudo

O estudo também mostrou que, além de não beneficiar a maioria dos pacientes com lesões no joelho, a cirurgia também está associada a riscos a longo prazo, como perda de cartilagem e osteoartrite. Por outro lado, além de ser igualmente eficaz, a fisioterapia tem a vantagem de não ter o risco de complicações como qualquer método invasivo.

A ANS, que administra o plano de saúde, garante que, para cada doença recentemente diagnosticada e sessões ilimitadas de fisioterapia, um fisioterapeuta seja consultado duas vezes por ano e a quantidade determinada pelo médico será observada. Portanto, é possível tornar seu plano o melhor parceiro para o tratamento de lesões no joelho.

Segundo a coautora deste estudo, a cirurgiã de cirurgia plástica Nina Jullum Kise do Hospital Martina Hansens (Noruega), embora demore mais, a fisioterapia sempre deve ser usada antes de considerar a cirurgia, principalmente por causa de reservas A importância do menisco reduz o risco de osteoartrite associada à cirurgia. No entanto, ela ressaltou que o estudo foi realizado em pacientes com lesões degenerativas e não traumáticas – nesse caso, a cirurgia pode ser a melhor solução – e também pode ser incluída no plano de saúde Jundiaí.

Saiba Mais

De qualquer forma, vale lembrar que o convênio médico Jundiaí pode variar de acordo com a forma como pertencem. Por exemplo, o plano ambulatorial cobre apenas consultas e testes, enquanto o plano hospitalar abrange cirurgia e hospitalização. Para cobertura total, deve ser um ambulatório + hospital. Em caso de dúvida, entre em contato com seu corretor ou consulte o contrato, que cobre todos os procedimentos.

Se você ainda não fez um plano de saúde em Jundiaí, consulte o operador em sua área e verifique todos os planos de saúde fornecidos. Você pode simular preços on-line sem qualquer obrigação e entrar em contato com um vendedor.

Você tem lesão no joelho? Veja como plano de saúde pode ajudar!